Relatos – Execução de Atividades

Hoje iremos socializar um projeto muito interessante do município de São Francisco do Sul. O projeto contra o abandono de animais foi recebido pelos alunos com muito interesse e empolgação. Demonstraram conhecimento de causa e colaboraram com opiniões e declarações.

“As crianças ainda não haviam feito nada parecido e por isto ficaram contentes em saber que participariam inclusive da confecção dos cartazes para o manifesto. Listamos oralmente todos os possíveis motivos que geram a causa do abandono de animais. Ficaram surpresos em perceber que em muitos não há razão para tal ato. Alguns alunos relataram o ocorrido em suas famílias, demonstrando o descontentamento com a ação do abandono. Também relataram maus tratos que presenciaram dentro do seu bairro e sua indignação com essas atitudes dos adultos e de algumas crianças que infelizmente também maltratam os animais.

Os alunos do 3º Ano confeccionaram desenhos que demonstrassem o tema em estudo neste projeto (fixado mural seminário). No dia seguinte pesquisaram nos dicionários ilustrados os nomes de animais selvagens e domésticos. Foi explicado a eles toda questão de fiscalização do IBAMA, a compra ilegal de animais, para que seja compreendido que nem todo animal pode ser criado em casa.

Confeccção do cartaz

Finalizando a execução deste projeto, os alunos confeccionaram em grupos, os cartazes para levarem ao manifesto. Cada grupo escolheu sua frase, corrigiram sua escrita e passaram para as cartolinas e papéis pardos da forma como desejaram, sendo orientados a pintarem com cores fortes para melhor serem visualizados por quem estivessem nas ruas. Foi um momento de grande euforia e barulho na sala, mas faz parte do processo de construção desta atividade.”

Você pode acompanhar a aplicação e execução das atividades completo, CLICANDO AQUI E O ÁLBUM DE FOTOS.

Sequência Didática – Seres humanos e os animais de estimação

Estamos socializando uma Sequência Didática aplicada no município de Águas de Chapecó pela alfabetizadora Giovana Salete Gugel na Escola Municipal Professora Veneranda G. R. Soldatelli.

blog 08-09

Objetivos da Sequência

– Estimular a turma a fazer uma reflexão crítica sobre a relação entre homens e animais e as mudanças no tratamento dado aos bichos de estimação
– Ampliar o conhecimento sobre a variedade de animais de estimação;
– Observar, registrar e comunicar animais de estimação que cada aluno tem em sua casa;
– Avançar no conhecimento sobre o funcionamento do sistema de escrita e na aquisição da leitura e da escrita convencional;
-Ler para localizar informações;
– Desenvolver o comportamento leitor e escritor durante o processo de produção textual.

Conteúdos da Sequência

– Práticas de leitura e escrita.
– Gêneros textuais trabalhados: panfleto e pesquisa científica;
– Tabelas e gráficos (criação e interpretação);
– Sistema de escrita;
– Cálculos matemáticos;
– Desenhos, recorte e colagens.

Aplicados no 2º ano

Tempo estimado

– Uma semana ( 2 aulas de 45 min. por dia), de 20 a 27 de maio.

Confira o material completo, CLICANDO AQUI.

Sequência Didática: Tabela da Multiplicação com Figuras Geométricas

A atividade de matemática (TABELA DA MULTIPLICAÇÃO COM FIGURAS GEOMÉTRICAS) realizada em sala de aula com a participação dos pais, proporcionou interesse e dinamismo das crianças.

O objetivo de fazer a tabela da multiplicação com os solos geométricos, foi instigar o conhecimento dos alunos em cada figura e o raciocínio lógico, associando a participação dos pais as atividades de seus filhos.

O resultado da atividade do PNAIC em Governador Celso Ramos, segundo a Orientadora de Estudos do PNAIC, Claudiane Dorvalina Zeferino Da Cruz – Polo 1: foi surpreendente, possibilitou cada criança fazer o reconhecimento da geometria através das observações nas situações cotidiana.”

sds sdafasdSem título  sa

Sequência Didática – Tangram

Estamos socializando uma Sequência Didática aplicada no município de Águas de Chapecó pela alfabetizadora Marines Hemsing Ferst na Escola Municipal Professora Veneranda G. R. Soldatelli.

“O tangram é um quebra-cabeça que,  tem potencial para atrair a atenção do discente e promover uma aprendizagem significativa. O tangram é utilizado no ensino das formas geométricas, mas acredita-se que utilizando a criatividade é possível trabalhar outros conteúdos matemáticos. Diante disso, a  presente atividade  tem o objetivo de apresentar o resultado  sobre a aplicabilidade do tangram no ensino da matemática.

O uso do tangram como um recurso didático no ensino da matemática é viável, pois além de despertar o interesse dos alunos de uma forma lúdica, é de fácil confecção podendo-se aproveitar restos de materiais como EVA, cartolina, duplex entre outros.

Inicialmente será apresentada a lenda sobre sua origem, o tangram, em que consiste o quebra-cabeça, as formas geométricas, e sua aplicação didática especialmente na área da Matemática.”

Sequencia didática, tangram

 Objetivos

- Desenvolver o raciocínio e atenção
– Auxiliar a coordenação motora;
– Incentivar a concentração, a imaginação e a criatividade;
– Colaborar para a memorização das formas geométricas;
– Trabalhar a habilidade de manipulação.

Desenvolvimento da Sequência Didática

- Apresentação do jogo aos alunos, como sequência do estudo sobre as formas geométricas, com questionamento: de onde veio? O significado da palavra tangram? Quem inventou o jogo?
– Colorir, recortar as peças do tangram para montar novas figuras.
– Criar textos a partir das figuras criadas com exposição e apresentação dos mesmos.

Lenda do Tangram

Diz a lenda que um sábio chinês chamado Tan deveria levar ao Imperador uma placa quadrada de jade, mas,no caminho o sábio tropeçou e deixou cair a placa que se partiu em 7 pedaços geometricamente perfeitos. Eis que o sábio tentou remendar e a cada tentativa surgia uma nova figura. Depois de muito tentar ele finalmente conseguiu formar novamente o quadrado e o levou ao Imperador. Os 7 pedaços representariam portanto as 7 virtudes chinesas onde uma delas com certeza seria a paciência. O sábio mostrou a seus amigos as figuras que havia conseguido montar e a cada um construiu um Tangram e popularizaram o jogo.

As imagens do material aplicado, pode ser conferido no álbum do Facebook: Clique aqui e confira as imagens.

Sequência Didática – Sistema Monetário.

Recorando a imagem - primeiro dia.

A coordenadora Patrícia de Oliveira nos enviou a Sequência Didática aplicada no município de Águas de Chapecó pela alfabetizadora Giovana Salete Gugel. 

O estudo sobre o sistema monetário iniciou-se com os alunos recortando cédulas de dinheiro em miniatura. Essas cédulas estavam em apostilas e livros. Cada aluno recortou e guardou as cédulas em um envelope com a identificação: DINHEIRO.”

Para conferir o material completo CLIQUE AQUI.

Diário de bordo: Trova PNAICQUIANDO Por Aí

Foto, polo 3, trova, diário de bordo.

“-Amigo pnaicquiano
O que tu andas fazendo
Aqui por estas bandas
Andas lendo ou escrevendo
Adicionando ou multiplicando
Pensando ou operando?…”

 

 

Estamos socializando uma trova que foi elaborada para o Diário de Bordo: PNAICQUIANDO POR AÍ, do Polo 03, Turma 04, Formadora Cíntia Franz.

Alfabetizadoras de Angelina Engajadas no PNAIC 2014

A Orientadora de Estudos, Professora Rute Neves da Cruz Constante  do município de Angelina, relatou  como tem sido a aplicação do PNAIC e praticas exercidas no município.

Alfabetizadoras, coordenador local,orientadora e formadora  IMG_9778   IMG_9780  presença do prefeito

“Angelina já vem participando do pacto desde 2013, no qual realizou-se a formação de 120 horas com a participação de 10 alfabetizadores municipais, com o tema central focado na  Linguagem, e a orientação esteve por conta da Assistente Técnica da Secretaria de Educação, Cultura e Desporto Professora Márcia Ventura Hammes, sob a coordenação do Secretario Municipal de Educação, professor Adinei Boventura. Agora em 2014 Angelina continuou aderindo ao Pacto, a formação é de 160 horas, objetivando e aprofundando os temas já trabalhados em 2013 dando ênfase na matemática. Essa formação conta com sete alfabetizadoras municipais, é conduzida pela Orientadora de Estudos, Professora Rute Neves da Cruz Constante e coordenada pelo Secretario Municipal de Educação, professor Adinei Boventura.

A dedicação o compromisso e a responsabilidade dessas alfabetizadoras é o diferencial para o sucesso do programa, pois toda terça-feira, abrem mão do seu tempo livre para trabalharem em beneficio de sua prática pedagógica, melhorando a qualidade do ensino aprendizagem  em suas escola.

Entre os dias 20 e 23 de julho, as alfabetizadoras: Camila de Medeiros, Cleide Cecilia Schappo, Isete Eli Vermohlen, Luciana Alves Huller, Maria Augustinha Felipe Dias, Rosangela Aparecida Constante Assunção, Sonia Terezinha Huller Vermoehlen  e a Orientadora de Estudos Rute Neves da Cruz Constante, se encontraram todos os dias, oito horas por dia para essa formação. Realizaram oficinas de jogos para alfabetização com foco na matemática; participaram de uma palestra muito interessante sobre deficiências de aprendizagem/surdez/inclusão, juntamente com os demais professores da rede municipal e Estadual no Distrito da Barra Clara, com  Márcia Fernandes – Psicóloga e Ingrid Vieira – Fonoaudióloga. No dia 23 contaram com a presença da Formadora da UFSC, Professora Carla Perez Souza que trabalhou de maneira muito dinâmica a Geometria na alfabetização; receberam os cadernos de formação que chegaram pelo correio; e nesse dia também se fez presente o prefeito Municipal Senhor José Nilton da Silva e o Coordenador Local do PNAIC Secretario Municipal de Educação, professor Adinei Boventura. Ambos reforçaram para a formadora, e para as demais presentes compromisso do município em cumprir com todos os requisitos assumidos com o PACTO.”

 Clique nas imagens para conferir o tamanho original.

3º SEMINÁRIO DE FORMAÇÃO PARA OS ORIENTADORES DE ESTUDOS

Dia 19/08/2014, deu-se por inicio o Terceiro Seminário de Formação para os Orientadores de Estudos do Pnaic de Santa Catarina.

DSCN0146    DSCN0170

DSCN0202   Atividades aplicadas desde o dia 19/08, no POLO 4, tem sido aplicadas pelos Formadores, Lisete, Carla, José, Ana Paula, Rosângela, Selma e a Supervisora Clara.

Dentre delas, por ora, foi apresentado Analise de Perfil dos Alunos: Didática para que os professores consigam superar as dificuldades em sala de aula com alunos que tem dificuldades especificas ou aprendam com mais facilidade. E socializações.

Também o Texto Teórico, Conceitos, Grandezas e Medidas: nesse caso a intenção é desconstruir aquele esteriótipo de grandezas e medidas na turma. A imagem dos instrumentos de medidas, geralmente eram: Régua, Xícara, Relógio, Balança e o Calendário.

Confiram o álbum completo CLICANDO AQUI.

Revista Linha Mestra

COLE color

O PNAIC/SC, em nome da  supervisora Lilane Maria de Moura Chagas e da formadora Jilvania Bazzo, têm muita alegria em comunicar a cada um de vocês a publicação, na Revista Linha Mestra, de nosso artigo intitulado “Leitura de fruição no Programa Nacional de Alfabetização na Idade Certa no estado de Santa Catarina”, conforme arquivo ANEXO.

Trata-se do resultado parcial de uma pesquisa, ainda em andamento, sobre a leitura deleite no PNAIC. Informo ainda que o referido trabalho foi apresentado neste ano no 19º COLE – Congresso de Leitura do Brasil. Nele, apresentamos os sentidos e os efeitos da formação literária implementada no ano passado com a turma 3, do polo Florianópolis.

Como a pesquisa continua, em breve, publicaremos os resultados dos dois anos do Programa 2013-2014.

Caso desejem ler a Revista Linha Mestra (com todos os artigos do Cole publicados), está disponível no site: http://linhamestra24.wordpress.com/.

Registramos que outros artigos trazem também o PNAIC como fio condutor das reflexões sobre leitura e formação docente. Vale a pena conferir!

Entrevista – Nilcéa Lemos Pelandré

Nilcéa Pelandre

Santa Catarina aderiu ao Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), um compromisso formal assumido pelos governos federal, dos estados e dos municípios, de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os oito anos de idade, ao final do 3º ano do ensino fundamental.

Até 2014 um total de 546 orientadores de estudos e 8.027 professores catarinenses estudam sobre os fundamentos e metodologias de alfabetização em Português e Matemática, por meio de uma parceria entre a Secretaria de Estado da Educação e a UFSC.

Para falar sobre a estrutura do Programa e os resultados esperados nas salas de aula, o Escola Aberta convidou a professora Nilcéa Lemos Pelandré (doutora em Linguística) e coordenadora-geral do PNAIC, em Santa Catarina.

 Para conferir a entrevista na Íntegra, CLIQUE AQUI.